Treinamento em Redes de Franquias: um dos pilares do franchising para você começar a fazer hoje mesmo!

Um dos pilares do franchising é a transferência de know-how da franqueadora, e os treinamentos são os grandes aliados para isso.

Investir em treinamentos é fundamental em toda rede de franquias, negligenciá-los poderá causar falhas na execução dos processos, prejudicar o desempenho das unidades, comprometer a experiência do cliente e resultar em perda de vendas. Para a franqueadora, não tem jeito. Treinamento tem que acontecer, independente de produções cinematográficas, animações, apresentações ou convidados especiais.O material pode ser produzido pela própria equipe internada marca ou usar conteúdos que já existem. Se não existem, é possível começar já a expandir o alcance dos treinamentos gravando vídeos com o celular ou fazer apresentações em formato de PowerPoint, para que atendam aos principais objetivos do treinamento:

  • Fazer a loja vender mais;
  • Não depender do franqueado ou do gerente para capacitar as equipes;
  • Ter conteúdo para lidar com a rotatividade nas lojas;e
  • Manter os padrões da marca.

O importante é que todos sejam treinados, de maneira ágil, com o conteúdo atualizado, acessível e disponível chegando para quem interessa em toda a rede. Não peça para o franqueado treinar o gerente, nem para o gerente treinar a equipe, faça o treinamento chegar sem intermediários.

No franchising tradicionalmente os treinamentos são divididos por temas e realizados de maneira presencial, em convenções ou reunindo as equipes para apresentações. Porém os treinamentos a distância ganharam espaço e se desenvolveram para se aproximar e simular o presencial, que pode ser em formato de um jogo com pontuação e premiação. Neste artigo, você verá sobre a importância e necessidade de treinamentos da rede, como aplicá-los e o que esperar dessa atividade.

  1. A importância dos treinamentos em redes de franquias
  2. Como realizar os treinamentos
  3. O que esperar com os treinamentos

1. A importância dos treinamentos em redes de franquias

Antes de começarmos, vamos refletir sobre as responsabilidades da franqueadora e as expectativas dos franqueados que optam pelo sistema de franquia.

Quando a franqueadora firma o acordo com o novo franqueado para a concessão do direito de uso da marca e de seus respectivos conhecimentos sobre processos e metodologias, ela irá disponibilizar todo o suporte e apoio necessário para auxiliar seus franqueados no sucesso das suas unidades.

Levando estes aspectos em consideração, ter um programa de treinamentos bem estruturado é uma excelente forma de se transmitir todo o know-how da marca para a operação das unidades da rede, pois mesmo aqueles que não possuem ou possuem pouco conhecimento sobre gestão de negócios podem alcançar sucesso em sua nova unidade franqueada, ou mesmo quem já tiver experiência, é preciso que entendam sobre o novo negócio e suas particularidades. De maneira geral, os principais motivos para a realização de treinamentos em redes de franquias são:

  • Reproduzir fielmente os padrões operacionais da marca;
  • Garantir a qualidade dos produtos ou serviços e do atendimento;
  • Capacitar o franqueado para o gerenciamento da operação;
  • Manter e conquistar clientes; e
  • Vender bem.

Treine e beneficie toda a rede

Um bom programa de treinamentos oferece benefícios para a rede como um todo, pois é uma oportunidade para a franqueadora coletar informações importantes e observar onde estão as dificuldades e quais são os pontos a serem melhorados.

Este é um processo que deve ser constante, ou seja, não é porque uma equipe ou um franqueado realizou o treinamento uma vez que ele não precisará fazê-lo novamente. É papel da franqueadora manter todos atualizados, com os processos atualizados, sobre o que está acontecendo no mercado, quais são as tendências e como ajudar a gestão dos franqueados. Um treinamento eficaz contribui para a qualidade e consistência da marca. Contudo, para que isso ocorra com frequência, é importante criar conteúdos que cubram todos os aspectos-chave do negócio, assim como, distribuir rapidamente para toda a rede.

 2. Como realizar os treinamentos

Para os treinamentos, algumas questões precisam estar bem definidas: 

  • Os processos da rede estão atualizados? 
  • A rede possui todos os manuais necessários? 
  • Como os treinamentos serão feitos? 
  • Quem irá participar do treinamento? 
  • Quem realizará o treinamento? 
  • De quanto em quanto serão feitos?
  • Como vamos avaliar os treinamentos?

Usar recursos para simular um treinamento presencial, como gravar vídeos, criar apresentações, disponibilizar os conteúdos, usar as ferramentas certas para aplicação e avaliação, entre outros, são fatores-chave de sucesso para a realização de um efetivo programa de treinamento contínuo para todos: franqueado e gerente de unidade, equipes de loja, sobre produtos e serviços.

Como a franqueadora pode oferecer um treinamento eficaz em sua rede de franquias

Idealmente, cada rede deve estabelecer o seu próprio programa de treinamentos, afinal de contas, cada uma tem as suas especificidades e características. Por isso os programas devem buscar atender essas necessidades. Seguir os modelos de outras redes ou adaptar de outros tipos de negócios, provavelmente resultará em uma avaliação ineficaz e o não cumprimento dos objetivos desejados. Alguns elementos importantes a serem considerados são:

a) Conteúdo do treinamento

É muito importante que sejam utilizados conteúdos de qualidade da própria marca, baseados nos materiais já existentes como trechos de manuais, gravações de treinamentos presenciais ou podendo até mesmo ser feito internamente pelos responsáveis por treinamentos na franqueadora,como apresentações, vídeos gravados com o celular falando sobre determinado assunto, um lançamento de algum produto, ou demonstrando a maneira certa de se portar ou utilizar um equipamento. O importante é ter materiais atrativos com a identidade da marca, que seja de fácil entendimento para todos e, sempre que possível, após o treinamento fazer uma avaliação, para garantir que a mensagem passada foi entendida.

b) Disponibilização do conteúdo do treinamento

Além da qualidade e da clareza do material, é fundamental que este conteúdo esteja sempre disponível e de fácil acesso para todos. É normal que alguém esqueça de algum detalhe, tenha alguma dúvida sobre um treinamento recebido ou apenas queiram revisar algum conteúdo.Além de auxiliar novos integrantes, o que tornará mais rápido o seu processo de adaptação com as equipes, driblando assim os problemas de rotatividade nas lojas. Todo esse conteúdo pode facilmente ser disponibilizado, junto com os manuais e demais materiais para a rede em uma plataforma própria para esta finalidade, em um ambiente interativo, em múltiplos dispositivos e em tempo integral.

c) Acompanhamento do desempenho das equipes e das lojas

Não basta apenas transmitir as informações, também é preciso verificar se elas foram recebidas por todos da maneira correta. 

Por esse motivo, criar formas de avaliação como provas, testes e sistemas de pontuação são de grande importância para o programa de treinamento, não só para avaliar o entendimento, mas também pode contribuir para que a franqueadora encontre maneiras mais efetivas de passar o seu conhecimento.

Faça avaliações que possam ser respondidas individualmente, isso auxilia na fixação do conteúdo.

d) A troca de conhecimento com os feedbacks

Em redes de franquia, a troca de conhecimento pode acontecer da franqueadora para os franqueados, gerentes e equipes, e o caminho inverso também ocorre. Isso porque muitas vezes, com os treinamentos,é possível identificar problemas ou dificuldades a partir das avaliações. Por isso, coletar feedbacks após os treinamentos é uma forma de entender o que deu certo, o que pode ser melhorado e receber sugestões,trazendo elementos para os próximos conteúdos de treinamento. Para atender aos principais elementos-chave e oferecer o treinamento na sua rede, lembre-se que usar as ferramentas certas é muito importante na hora de disponibilizar o acesso ao conteúdo e para avaliação do treinamento aplicado.

Como aplicar o treinamento

A franqueadora pode optar por aplicar os treinamentos na rede de maneira presencial, virtual ou as duas:

a) Presencial: onde todos os participantes são reunidos em um mesmo local para receber os treinamentos;

b) EAD: de forma virtual, os participantes recebem o treinamento por meio de uma plataforma ou aplicativo, com a possibilidade da escolha do melhor horário para realização dessa atividade.

Para saber qual é a mais indicada, e independentemente da modalidade escolhida, o objetivo do treinamento tem que ser preparar a equipe da melhor maneira, para alcançar os melhores resultados, elevando o padrão de atendimento, convertendo tudo isso em aumento de vendas e consequentemente melhorar a performance das unidades.

Obter sucesso com os treinamentos, exige materiais atrativos e criativos da própria marca, além de específicos para quem será treinado, considerando o nível de envolvimento com cada tema.Todos devem ser incentivados a participar dos treinamentos, por isso, é importante torná-los o mais interessante possível, aumentando assim o comprometimento. Uma boa alternativa é transformar o processo em um ambiente gamificado, com jogos, dinâmicas, pontuações e premiações, possibilitando a franqueadora fazer avaliações e classificações, despertando o lado competitivo dos participantes. Esses incentivos irão trazer grandes resultados, devido à maior atenção que será dada aos treinamentos e a possibilidade de se criar um ranking de desempenho para a rede, podendo ser das lojas, das equipes ou individual.

Avalie e compare o desempenho da sua rede

Considerações importantes ao realizar treinamentos:

  • O treinamento deve chegar a quem precisa, franqueados, gerentes e vendedores, e por questões geográficas ou de tempo para realizar o treinamento de todos, optar pelo EAD pode ser mais vantajoso;
  • O treinamento deve ser realizado por alguém que tenha domínio sobre o tema, de preferências em intermediários, ou seja, não é indicado delegar esta tarefa ao franqueado ou ao gerente, para que não haja abordagens diferentes sobre o mesmo tema de uma unidade para outra, e assim prejudique a padronização operacional da rede.

Além disso, é fundamental realizar avaliações também de forma individual e centralizar os resultados em uma base de dados para geração de relatórios, para que eles possam ser melhor analisados e comparados entre equipes, unidades, regiões ou indivíduos.

3. O que esperar dos treinamentos

Ao optar pelo sistema de franquias, a marca espera uma sólida expansão da sua rede, para isso são elaborados processos, criados manuais e treinamentos. Já os franqueados, têm toda a expectativa de obter sucesso com um negócio já estruturado e com suporte para operar. Esse suporte, em parte, vem justamente dos treinamentos realizados pela franqueadora, que vai capacitar quem vai atuar na operação. E é exatamente isso que um programa de treinamentos eficaz pode proporcionar – capacidade de operar um negócio replicável.

Entretanto, treinar sem avaliar pode ser perigoso, é preciso garantir que todos entenderam com clareza o que foi passado para garantir a padronização operacional do negócio e ainda para identificar o que pode ser melhorado.

Portanto, o que esperar dos treinamentos na sua rede de franquias:

  • Equipes bem treinadas, engajadas e motivadas;
  • Capacidade de proporcionar ótima experiência ao cliente;
  • Cumprimento dos padrões operacionais;
  • Premiar e ranquear equipes e lojas; e
  • Vender bem, vender mais e trazer o cliente de volta à loja.

Considere os treinamentos como um excelente investimento para sua rede, um apoio necessário ao franqueado e para manter a loja preparada para vender bem.

Agora que você já sabe o que esperar dos treinamentos, entre em contato e conheça nossas soluções para elevar o padrão da sua rede de franquias.

Abrir WhatsApp